Backup e Restore de Dados

Dentro de uma empresa, a rotina de backup é fundamental para a proteção da informação. Porém, o ponto mais importante e muitas vezes ignorado é o restore de dados.

O principal objetivo do backup é salvaguardar a informação e poder utilizá-la novamente — especialmente no caso de acontecer algum imprevisto, como falha de servidores, ataques de cibercriminosos ou, até mesmo, algum evento natural que possa fazer com que os dados se percam.

Contudo, para que o backup possa ser utilizado e a continuidade dos negócios possa ser alcançada, o restore de dados precisa funcionar perfeitamente.

Neste post, vamos falar um pouco mais sobre o assunto e auxiliar você a realizar essa verificação. Acompanhe!

O que é restore de dados?

rotina de backup é composta por dois momentos muito importantes. O primeiro é quando os dados são copiados de forma seletiva para serem armazenados em um determinado espaço seguro. O outro é quando é necessário retornar esses dados para seu dispositivo de origem ou qualquer outro.

O restore é a ação de recuperar os dados armazenados em determinado dispositivo durante a rotina de backup, garantindo que todas as informações gravadas estejam intactas. Muitos prestadores de serviços em TI vendem o backup apenas como uma cópia de segurança, porém não estão preparados para realizar a restauração desses dados no caso de isso ser demandado pelo cliente.

Esse é um grande problema, pois pode levar a uma experiência bastante negativa. Isso porque, no geral, o cliente espera que seus dados estejam não apenas seguros e armazenados de forma ideal, mas também que possam ser recuperáveis.

Quando o restore de dados é importante?

A relação entre a rotina de backup e o restore de dados é intrínseca. A única forma de garantir que os dados serão restaurados é a realização das cópias de segurança. Contudo, apenas isso não basta.

Imagine o seguinte cenário: você fornece uma solução de backup para um cliente que vende ingressos na web e, em determinado ponto, o servidor dele falha. Imediatamente, ele realiza a contratação de um novo servidor em nuvem, pois é necessário pôr o sistema de tickets no ar novamente.

Ao indagar você sobre o backup, você informa a ele que as cópias levarão mais de um dia para serem restauradas ou, em uma eventualidade pior, as cópias estão corrompidas e não poderão ser utilizadas.

Uma situação como essa pode gerar um prejuízo enorme e, possivelmente, levar ao fechamento da empresa do cliente e a uma mancha na imagem do prestador de serviço, que não teve capacidade de garantir a continuidade do negócio de seu cliente.

O restore de dados é crucial em qualquer estratégia de TI e não se pode vender um serviço de backup no qual a restauração de dados não seja eficiente, pois ele não poderá ser utilizado de forma apropriada quando necessário.

Como fazer backup e restore?

Um erro comum entre os prestadores de serviços é o conceito de que a rotina de backup e o restore de dados podem ser alcançados por meio de um produto, uma ferramenta ou, até mesmo, uma tecnologia.

No entanto, para que as cópias criadas sejam eficientes e possam ser restauradas em tempo hábil, é preciso investir em processos, monitorando constantemente as rotinas, gerenciando as cópias de backup e coletando informações para análise.

É preciso desenvolver uma expertise em toda a rotina de backup e os pontos que a formam, de modo a garantir que o cliente final possa ter acesso às suas cópias de segurança com a qualidade que necessita.

Os prestadores de serviços de TI devem entender que a rotina de backup e o restore de dados são muito mais que realizar apenas uma cópia de informações. Devem ser uma gestão completa de todo o processo, com verificações e validações diversas, além de testes de restauração frequentes.

Por exemplo, é preciso garantir que alterações significativas sejam armazenadas em cópias. Entretanto, ao mesmo tempo, deve-se tomar cuidado com o que é salvo para não comprometer o backup com informações irrelevantes.

omo garantir que o restore e o backup sejam realizados corretamente?

A palavra-chave aqui é monitoramento. É preciso não apenas manter um olhar constante sobre as rotinas de backup, mas também realizar testes periódicos para garantir a eficiência do sistema.

No exemplo do sistema de ingressos fornecido acima, caso o prestador de serviços tivesse realizado algum teste de restore, ele poderia ter verificado que o tempo necessário para a restauração seria muito longo.

Assim sendo, alternativas poderiam ser criadas para otimizar as rotinas e garantir a continuidade do negócio do cliente sem maiores problemas — como a criação de backups enxutos com o mínimo necessário para o funcionamento do sistema, máquinas virtuais que podem ser utilizadas como apoio, entre outras soluções.

Como podemos observar, a tecnologia é importante, mas ela sozinha não basta para garantir segurança e pronta resposta para seus clientes. Também é preciso definir planos de ação.

Como definir uma rotina de backup?

Alguns pontos devem ser levados em consideração na hora de definir a rotina de backup ideal para o seu cliente. Nem todas as empresas poderão utilizar os mesmos modelos, pois cada uma delas tem demandas diferentes. A seguir, acompanhe alguns dos pontos mais relevantes a serem observados.

Quantidade de dados

O tempo que se leva para a criação e o restore de uma cópia de segurança depende quase que exclusivamente da quantidade de dados trabalhados.

Relevância dos dados

Toda e qualquer interação gera dados, porém nem todos têm relevância para a continuidade dos negócios de seus clientes. É preciso dividir todas as entradas por importância, sendo que alguns backups devem ser realizados constantemente e outros em períodos de tempo maiores.

Segurança dos dados

Para manter a segurança da informação e a garantia de que o backup estará disponível, deve-se seguir a regra 3-2-1. Ou seja, 3 cópias, distribuídas em, pelo menos, 2 tipos de armazenamento diferentes e 1 fora do ambiente da empresa.

Nesse ponto, vale ressaltar que a ADDEE fornece tecnologia para backup e restore de dados com toda a segurança necessária e monitoramento integrado, permitindo entregar o melhor serviço aos seus clientes e possibilitando que eles utilizem as melhores práticas técnicas.

Entre em contato conosco agora mesmo e veja o que nossos consultores podem fazer para melhorar os serviços de TI da sua empresa!

Comentários no Facebook